INSCRIÇÕES DIGITAIS SOBRE O OLHAR: PINTURA DIGITAL COMO EXPERIMENTAÇÃO DO ATO PICTÓRICO

 

 

por Roberta Gerling Moro (publicado na Revista Artciencia)

 

No contexto contemporâneo, marcado pela convergência entre formatos e diferentes processos artísticos e hibridização de materiais, volto-me para a produção pictórica no meio digital. Realizei minha primeira experimentação com desenho digital a partir do software SketchBook Express, o que deu origem às produções aqui apresentadas.

Enquanto o SketchBook Express possibilita o desenvolvimento e intensificação das linhas, ora soltas, ora sobrepostas, na pintura digital, a partir do software ArtRage, pude transpor algumas poéticas pessoais, intercalando dois suportes/ dispositivos digitais: o tablet/ipad e computador. Um dos artistas que me inspirou fortemente na elaboração dessas obras foi o britânico David Hockney. Já o artista brasileiro Iberê Camargo, por sua vez, me inspirou na sobreposição de linhas, marcadas sobre a pintura ainda fresca - denomino fresca, no sentido da pintura já realizada sob os comandos e inscrições algorítmicas do software.

Van Gogh e Lucian Freud, por sua vez, me instigaram à composição de retratos, principalmente na produção de impastos e marcas das pinceladas. Embora produzidos em ambiente digital, alguns dos retratos demostram a influência da técnica do impasto, por exemplo, deixada por esses artistas.

Enfim, dos inúmeros estudos e produções, o retrato é um dos temas mais recorrentes no meu trabalho. Trago retratos de pessoas sem nome e inexistentes. Embora a materialidade seja digital, tais imagens contam um pouco da minha história, na tentativa de compreender a mim mesma e aos outros. Outros que deixam seus rastros pelo caminho, com suas fragilidades, pensamentos, sentimentos, próprios do ser humano.

01514472-dd01-420d-9c94-34e5549625b1.jpg

Roberta Gerling Moro nasceu em Osório em 1993. Começou seus estudos em pintura aos 12 anos de idade, no atelier da artista Eclair Moehlecke, em São Leopoldo/RS. Um ano depois foi estudar desenho e pintura com a artista Cristina Daudt Zeni, participando de diversas exposições coletivas. Em 2009, aos 16 anos de idade, inicia o curso de Formação Artística com a artista Elisabete Belotto, encontrando uma afinidade no expressionismo. Mestre em Educação (2018), formou-se em Artes Visuais no ano de 2015, dedicando-se atualmente ao desenho e pintura digital, os quais ainda encontra afinidade no expressionismo.